As alterações climáticas estão a provocar eventos meteorológicos extremos e a provocar prejuízos avultados aos agricultores e, para colmatar a falta de apólices agrícolas, a F. Rego está a apostar no segmento dos seguros paramétricos.

Em entrevista à Agricultura e Mar, Pedro Rego, CEO da F. Rego – Corretores de Seguros considera que “as autoridades deveriam focar os seus esforços e atenções na dinamização do mercado segurador, subsidiando a sua compra e não a sua venda como ocorre no actual modelo, e condicionando os apoios à existência de seguros, como ocorre noutros países”. Pedro Rego explica que os seguros agrícolas paramétricos “asseguram aos produtos uma clara diminuição do risco, permitindo-lhes um planeamento mais sustentado”.

Leia a notícia na íntegra.

LER ARTIGO